Clara Eyer

sócia-diretora
Ativo 10.png

Jornalista, Diretora Audiovisual, Fotógrafa e Produtora, especializada em Cinema&Tv e em Produção Cultural.

 

Trabalhou com produção cultural por alguns anos, durante e após a faculdade de jornalismo. Como sócia da Urânia Criações, realizou o Festival Poetisá e a exposição Visões e Impressões, em Nova Friburgo. Em seguida, foi Diretora de Produção do Festival Malabres Rio, da ONG Centro Interativo de Circo, na Fundição Progresso e agenciou artistas como o Grupo Nó Cego e o primeiro bailarino do TMRJ, Vitor Luiz.

 

Em 2007, ao fim da faculdade, foi voluntária do Projeto Rondon - expedição Recôncavo Baiano, na cidade de São Félix do Paraguassú. Ministrou oficinas de Elaboração de Projetos, Leis de Incentivo a Cultura, Criação em Corel Draw e Diagramação em Page Maker. Também criou, junto ao grupo de jovens multiplicadores locais, um jornal diário para o município, chamado “O Sanfelista”.

 

Em 2008, embarcou em uma jornada de 8 anos na realização dos primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos da América do Sul, passando pelas áreas de cultura, marketing e comunicação, publicações e, nos últimos 4 anos, coordenando a área de Foto&Vídeo do Comitê Rio 2016 até o final dos Jogos Paralímpicos.

 

Durante esse período, o Movimento Paralímpico despertou seu interesse e teve a oportunidade de trabalhar com o Comitê Paralímpico Internacional nos Jogos de Londres 2012 e Sochi 2014, como coordenadora da ParalympicSportTV, canal web do IPC para divulgação dos Jogos. Em 2018, o desafio foi nos Jogos Paralímpicos de inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul, como Gerente da TV Paralímpica.

 

Em 2017, como autônoma, procurou dar voz às histórias que acredita, como os trabalhos de educação e cultura com o Instituto Oi Futuro e algumas produções autorais como o curta "Hoje eu Vou",  e o documentário "Impermanência" sobre a artista Elaine Fontes. No final do ano, fundou a Caleidoskópica Produções, com a sócia Elea Mercurio.  

Elea Mercurio

sócia-diretora
ELEA SITE 2.png

Atriz, Roteirista, Dramaturga, Apresentadora e Fotógrafa.  

 

Atuou em diversas produções teatrais, destacando-se “Garagem”, de Gustavo Paso, “Os Moderninhos”, texto autoral, “Meu Destino é Santarém”, de Edvard Vasconcellos e “Álbum de Família”, direção de Jorge Farjalla – 1º lugar no Festival de Teatro Cidade do Rio de Janeiro. 

 

Em 2016, foi roteirista e apresentadora dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. No mesmo ano, dirigiu as leituras do projeto “Leituras Dramatizadas e Debates Sobre Autores Brasileiros”.

 

Na televisão, fez as novelas “Avenida Brasil”, “O Rebu” da TV Globo e apresentou o “Verão MTV” 2014.  

 

Escreveu as peças “Nua”, (Ocupação Ovárias 2017), “Como Educar seu Cachorro”, “Os Moderninhos”, texto infanti-juvenil sobre a criação da Semana de Arte Moderna e o Movimento Modernista Brasileiro, criado para a FLIP 2015 e reapresentado na FLIP 2016,  e “Monalisa”.

 

Como roteirista, assinou o documentário “Impermanência”, escreveu o curta “Hoje eu Vou”, os roteiros finas da série “Navegando Pela Escola” (Escolas NAVE Rio e NAVE Recife) e os vídeos de Cultura e Inovação Social do Oi Futuro produzidos em 2017.

 

É formada em Fotografia pela EPA, estudou Dança na Universidade Anhembi e Morumbi e, no final de 2017, fundou a Caleidoskópica Produções, com a sócia Clara Eyer.